quarta-feira, 25 de abril de 2012

Coco x Elle Brasil

E a polêmica entre Coco Rocha e a Elle brasileira? Vocês viram? A modelo, que é considerada uma das tops mais bem pagas do mundo, posou para a edição de 24 anos da revista em um vestido de tule bordado de Julien Macdonald. Mas, ao contrário da modelo do desfile da estilista (abaixo, à direita), ela usou um body cor da pele para disfarçar o super decote do vestido. Só que, quando viu a capa final (que chega nas bancas semana que vem), a modelo canadense tomou um susto: o Photoshop na foto mostra o que não tinha que mostrar (abaixo, à esquerda). 
Em seu blog, Coco mostrou-se revoltada com a revista, dizendo: "como uma modelo de alta costura, tenho há muito tempo a política de não nudez ou nudez parcial em minhas fotos. Para a minha foto de capa da Elle Brasil mais recente, eu vesti um body cor da pele por baixo do vestido transparente que agora descubro que foi trabalhada no Photoshop para dar a impressão que eu mostrei muito mais pele do que eu mostrei ou estou confortável em mostrar. Isso foi especificamente contra o que eu havia expressado verbal ou formalmente para toda a equipe para que não fizessem. Eu estou extremamente desapontada que meus desejos e meu contrato foram ignorados. Eu acredito firmemente que toda a modelo tem o direito de ditar as regras de como ela será mostrada e para mim essas regras foram claramente contornadas" (em tradução livre).
 
Em resposta, a Elle soltou em seu site uma nota em que diz o seguinte:
"A redação de ELLE respeita profundamente todos os profissionais (modelos, fotógrafos, produtores e designers) que colaboram com suas edições. E comunica que está em contato com a modelo Coco Rocha para esclarecer qualquer mal-entendido sobre a foto publicada".
Que confusão né? Eu concordo com Coco e acho que o Photoshop deveria ter limites, especialmente se os "ajustes" vão contra o desejo da modelo, que é quem no fim das contas tem a imagem mais exposta nesse tipo de publicação. Acho que se ela não queria ser fotografada com uma roupa transparente, deveriam simplesmente ter escolhido outro vestido pra ela, né? O que vocês acham?

5 comentários :

Marco disse...

Adoro a Coco, mas acho que nesse caso ela fez muito barulho por nada.
Nas fotos do ensaio mesmo dá pra ver que o body tem um decote na altura no meio dos seios e na capa nao tem nada a mostra.

Concordo que a opiniao dela deveria ser respeitada, mas ela também nao é nenhuma ingenua pra nao imaginar que a foto seria tratada digitalmente. Deveria ter fotografado com outra roupa mesmo

Déborah disse...

Também acho que a Coco fez tempestade em copo d'água! A foto da capa nem está assim "mostrando muito mais pele do que ela mostrou"...tá super tranquilo, nada de mais!!

Juliane disse...

também acho que a foto não mostra muita coisa.

aliás, uma postura profissional exige que a revista respeite o desejo da modelo, assim como seria profissional a modelo entrar em contato com a revista para tentar resolver o problema antes de torná-lo público.

e outra, respeito o direito de uma modelo não querer aparecer pelada -- sem querer ser polêmica --, mas qual modelo nuca pagou um peitinho? não seja cocô, Coco!

Taís Meireles disse...

Hahaha
Não seja cocô foi ótimo!
Eu também acho que na imagem não tem nada demais e que, se ela achou que não iam tirar aquele body horroroso, ela é muito ingênua mesmo!
Mas ainda assim, acho que o mínimo que qualquer revista tem que fazer é seguir o contrato assinado né? Portanto, processo neles Coco! Hahaha

Thi Tomaz disse...

Assim, não vejo nada de mais na foto mas eu acho que se deve cumprir o que foi combinado.

A Elle é uma revista de respeito no mercado, modelo é o que não falta para suprirem suas necessidades. Agora fica um constrangimento desnecessário, criado pela revista uma vez que existia um contrato prévio!

Postar um comentário