segunda-feira, 28 de maio de 2012

Fashion Rio Verão 2013 - dia 5


No último dia de desfiles (sábado) do Fashion Rio Verão 2013 foi a vez de Poko Pano, OEstúdio, Andrea Marques, Tryia e Reserva desfilarem. Um mix de moda praia, desfile teatral, coleção coletiva e muito mais! Confira:
O dia começou com o desfile morninho da Poko Pano. A marca de moda praia investiu pesado nos acessórios e na ampla cartela de cores (que foi fo vermelho, laranja e amarelo, ao azul, verde, rosa e até ouro velho). Inspirada nos ritmos intensos de Salvador, a diretora de estilo da marca, criou também estampas que remetiam ao Olodum, ao Pelourinho e à famosa fitinha do Bonfim. O destaque são as modelagens mais amplas, com calcinhas tipo hot pants.
No verão da marca coletiva OEstúdio, o tema que guiou a coleção foi "R.U.A – Realidade Urbana Anônima”, ou seja, o universo dos moradores de rua. A inspiração, claro, não foi levada ao pé da letra e, apesar de algumas peças com rasgos e a beleza "sujinha" dos modelos, muitos achados surgiram na passarela. Alguns pontos altos do desfile foram as estampas de graffiti e as modelagens mais soltas. Os acessórios de origami foram assinados pela Homens de Emaús e os em 3D pelo designer Henrique Monnerat.
Inspirada pelo universo das Américas, Andrea Marques trouxe para o verão 2013 uma proposta colorida na medida certa. Usando tons fortes e "solares", como o amarelo e o laranja, misturados ao preto e branco e algumas estampas pontuais, a estilista consegue balancear o mínimo e o máximo em uma coleção equilibradíssima. O romântico característico da estilista também está presente em quase todas as peças. Eu amei as golinhas de laço preto de vestidos e camisas e as calças com estampas floridas.
Para o verão 2013, a Ausländer buscou a melhor inspiração que poderia querer: os "amigos" da marca. São músicos, estilistas, modelos e DJs que de certa forma se relacionam com a marca e acabam sempre a influenciando. O resultado é um mix de tendências vasto e super atual, indo do candy color dos anos 50 às estampas florais e aos metalizados. A mistura de tudo isso tem a cara da Ausländer e, o melhor, a cara de seus clientes. Destaque para os acessórios e beleza metalizados: lindo, lindo, lindo!
Super psicodélico, o desfile da Triya misturou também várias referências, como a relação entre a tecnologia e a arte e entre luz e movimento. O resultado final são 22 estampas que trazem pinceladas, formas abstratas, luzes e “cores entrando em cores”. A explosão de cores dos maiôs e biquínis ficou ainda mais completa com um make artístico lindo de viver. As peças são difíceis de usar, mas combinam com a cliente da marca, que gosta de ousar na praia ou na piscina, usando de calcinhas micro a modelos asa-delta. 
Fechando a semana de moda carioca, a Reserva veio para mostrar que veste todo o tipo de cliente. Mesmo. Na passarela, crianças, idosos, nerds, punks, surfistas... De mil e um estilos, os modelos viram atores, em um desfile teatral alegre e contagiante. Prova de que a moda não precisa ser feita sob tendências ou padrões fixos e sim para quem realmente vai usá-la, não importa o perfil. Palmas para o diretor de criação Rony Meisler, que conseguiu trazer uma coleção tão ampla, sem medo de ser feliz.
**Imagens: FFW.com.br**

0 comentários :

Postar um comentário